COMO PROCEDER EM CASO DE ÓBITO?

– Tenha em mãos a DECLARAÇÃO DE ÓBITOS (ADO):

A declaração de óbito, como o próprio nome indica, é uma declaração que índica a causa mortis, constando o horário do falecimento. Todos os procedimentos posteriores dependem da emissão desse documento. Como Conseguir?

Verificar onde (ou de que forma) ocorreu a morte:

HOSPITAL: Quando o óbito ocorre no hospital, posto de saúde ou em algum local que tenha a presença de uma equipe médica, o procedimento é mais simples, pois o próprio médico que prestou atendimento se encarrega de realizar este documento e entrega-lo à família.

RESIDÊNCIA: Quando o óbito ocorre dentro de casa ou em algum outro local em que não há a presença de uma equipe médica, os familiares devem acionar a SAMU pelo número 192. Feito isso, tratando-se de morte por razões naturais o documento será emitido pela própria equipe da SAMU.

No entanto em caso de morte suspeita, ou se não for possível contatar o motivo do óbito o corpo será encaminhado para a perícia que fará uma investigação com o objetivo de descobrir quais as reais causas da morte.

MORTE VIOLENTA: Quando ocorre uma morte violenta (acidental, suicídio ou homicídio) a polícia deve ser acionada de forma imediata. O local do óbito será isolado e preservado, com isso, a Perícia Criminal e o IML levantam todas as informações técnicas, em seguida o corpo é liberado para o Instituto Médico Legal para atestar as causas da morte.

– Entrar em contato com a nossa empresa:

   A nossa empresa está aberta 24 horas pronta para fornecer o suporte e orientações necessárias para o registro de óbito em cartório, liberação para sepultamento/cremação e toda a organização do funeral. Entre em contato : (51)33480016 ou pelo whatsapp.

– Registro do óbito no Cartório:

Serão solicitados os seguintes documentos/informações do falecido(a):
– Declaração de óbito devidamente preenchida e assinada pelo médico (conforme passo 1);
– Documento de identificação;
– Informação do estado civil e o nome completo do(a) cônjuge, quando for o caso. –   Endereço completo do(a) falecido(a);
– Local do óbito;
– Nomes completos e idades dos filhos;
– Relação dos bens imóveis (escriturados), bem como testamento;
– Informação do local do sepultamento.

– Liberação para Sepultamento:

     Se o sepultamento/cremação ocorrer fora de Porto Alegre, primeiro se deve registrar o óbito em cartório e depois se dirigir junto a empresa até à Central de Atendimento Funerário para liberar a Guia de Autorização para Traslado de Corpos.

        O sepultamento/cremação sendo em Porto Alegre independe se o cartório ou a CAF irá ser primeiro, mas a empresa funerária deve ir junto a CAF para liberar a Guia de Autorização para Liberação e Sepultamento de Corpos.

– CREMAÇÃO: Se a família optar pela cremação, deve se atentar a alguns pontos, como declaração de óbito assinada por dois médicos, no caso de mortes naturais. Em caso de morte assinada pelo legista (morte violenta) é necessária autorização judicial.

Menu